Dia do museu – Visita ao Biodôme

Happy feet

Happy feet

No dia 31 de maio de 2009 foi o dia dos museus (journée des musées) em Montreal. Esse dia acontece todo o ano no último domingo do mês de maio e significa um domingo inteiro onde os museus são gratuitos – mais detalhes clique aqui.

Como não tínhamos tempo para visitar vários museus, precisávamos escolher um. E pensando nas crianças escolhemos para visitar, sem sombra de dúvidas, o Biôdome. Então fomos para lá junto com alguns amigos e com as crianças cheias de espectativas, principalmente para os diversos animais, entre eles os famosos pinguins.

Fila para entrar

Fila para entrar

A primeira coisa a ressaltar é tudo que é grátis atrai as pessoas, o resultado é fila e não tem jeito. Mas fomos preparados para enfrentar a espera, chegamos cedo e demorou apenas uns 40 minutos para podermos entrar. O que incomodou um pouco foi a muvuca formada por tanta gente nas passarelas internas do Biodôme. Mas quando é de graça não se pode reclamar.

Detalhe da visita

O Biodôme é um museu da natureza, explorando 4 ecossistemas:

  • a floresta tropical – pra nós não é novidade;
  • a floresta laurentiana – existente no Quebec ao longo do rio S. Lourenço;
  • o S. Lourenço marinho – ecossistema presente ao norte do Quebec, onde o rio desemboca no mar;
  • e o Ártico e a Antártida – ou seja, pinguins;
Ecosistema do Rio S. Lourenço

Ecosistema do Rio S. Lourenço

O passeio é muito interessante para crianças e adultos. Os adultos ficam mais impressionados com a simulação dos ecossistemas em um lugar fechado. A floresta tropical, por exemplo, é quente e úmida. Independentemente dos 8 graus que fazia lá fora, a sensação era de estar em Manaus ou em Belém. Cavernas com morcegos, aquários gigantes e neve artificial para os pinguins completam a engenhosidade do museu.

O passeio não demorou muito, apesar das pausas para alimentar as crianças e trocar as fraldas dos bebês. As crianças cansaram um pouco mas a estratégia do Biodôme de deixar os pinguins no final do passeio deu certo. As pessoas gostam mesmo de pinguins! Por que será?

O engraçado era ouvir os funcionários pedindo para não bater fotos com flash e os turistas/imigrantes sádicos continuavam a cegar os pobres bichinhos. A desculpa de não entender o francês até poderia colar, mas qualquer pessoa no mundo que possua uma máquina fotográfica entende a frase: “no flash please!”. E a moça insistia: “os bichos são de verdade, não são de plástico, respeitem os animais”. Flash! Flash! Flash! Esse problema eu não tenho, minha máquina não tem flash mesmo, queimou depois que ela caiu na banheira – conforme contei em post anterior.

Saindo de lá bateu uma fome antes da hora e sucumbimos ao Junk Food. Paciência, ninguém é de ferro. O passeio foi legal, apesar da enorme quantidade de pessoas. Mesmo sem flash as fotos ficaram bonitas, apesar do grande número de figurantes que aparecem nelas.

Dicas para os que vierem depois

  • Montreal é uma cidade super turística, aproveite;
  • Há um monte de opções de lazer e turismo boas e baratas ou até de graça;
  • Não deixe de visitar o Biodôme e o site http://www2.ville.montreal.qc.ca/biodome;

2 opiniões sobre “Dia do museu – Visita ao Biodôme

  1. que máximo o passeio de vocês! ficaram lindas as fotos!
    a questão das opções de atividade em montréal é o motivo pra um catatau de imigrantes celibataires partirem pra lá! nada como não ficar em casa à la couch potato!
    🙂

    []s
    p

Deixe uma resposta para P Cancelar resposta

OU COMENTE USANDO O FACEBOOK