FAQ – Dirigindo na Neve

Uma vez alguém me perguntou como fazíamos para dirigir na neve e se usávamos correntes nos pneus, as respondei pensei em publicar um FAQ (Frequently Asked Questions ou Foire Aux Questions) com informações que podem ser necessárias, importante ou apenas curiosas. POis aqui estão as perguntas e as repostas. Apenas lembrando que, quando me refiro as regras definidas legislação, me refiro sempre à província do Quebec, as outras províncias possuem outras regras.

P. É perigoso dirigir no inverno?

R. Sim, assim como é mais perigoso dirigir na chuva que no seco, é ainda mais perigoso dirigir na neve e mais ainda se houver gelo.

P. No Quebec as pessoas usam correntes nos pneus?

R. A lei não autoriza o uso de correntes em carros de passeio, correntes podem danificar o carro e o asfalto. Apenas veículos de urgência, tratores e caminhonetes que tiram a neve são autorizados a usá-las quando necessário.

P. Eu vi um vídeo no Youtube onde os carros deslizam descontroladamente no gelo e vão batendo uns nos outros. Isso acontece por aí?

R. Não. Existe o risco maior de derrapar e bater, mas não da maneira exagerada que vemos nesses vídeos. A diferença é que no Quebec é obrigatório o uso de pneus de inverno entre 15 de dezembro e 15 de março. Essa obrigação não existe nos EUA, aposto esse vídeo vem de lá.

 

Teste de pneus no gelo

P. O que é um pneu de inverno?

R. O pneus de inverno possui uma borracha concebida para ser mais macia mesmo no frio intenso. Nos pneus normais e dos chamados “quatre saisons” a borracha vai ficando rígida a medida que a temperaturas cai abaixo de 5 graus. Os pneus de inverno possuem também ranhuras mais fundas e micro ranhuras para drenar melhor a neve e aderir melhor no gelo.

P. O que é um pneu 4 estações?

R. Os pneus 4 estações tem como objetivo funcionar bem em condições de verão e inverno. Testes como o do vídeo ao lado, demonstram que eles não são eficazes.

P. E os pneus com grampos?

R. Existem pneus que permitem a instalação de grampos na banda de rodagem – mais parecem pequenos rebites. Esse grampos aumentam a aderência em caso de neve e principalmente no gelo. Um pneu com grampos é considerado um pneu de inverno.

P. Eu posso rodar o ano todo com pneus de inverno?

R. Sim, mas… A legislação proíbe o uso de grampos entre abril e outubro, pois eles desgastam o asfalto e não tem nenhuma eficiência no seco ou na chuva. Legalmente os pneus de inverno – sem grampo – podem ser usados o ano todo, mas a borracha mais macia desgasta-se rapidamente no calor deixando o pneu careca em poucos meses. Existe também risco de segurança, pois em altas temperaturas eles podem super-aquecer e estourar.

O que acontece no Quebec é que no outono são colocados os pneus de inverno e na primavera são recolocados os pneus de verão.

P. É preciso ter um carro 4 x 4?

R. Não. O veículo 4 x 4 ajuda em casos extremos onde há muita neve e as ruas não foram limpas, mas no dia a dia um carro com tração dianteira dá conta do recado desde que você tenha pneus de inverno de qualidade.

P. É preciso ter um SUV (Sport Utility Vehicle)?

R. É mais fácil conduzir na neve com um carro mais alto e com rodas de diâmetro maior. Um carro comum de passeio pode rodar com mais ou menos 10cm de neve acumulada, um SUV passa por 20cm, se for 4 x 4 talvez mais. Esse vídeo, feito por mim, mostra como os pneus de inverno podem passar por camadas de neve de vários centímetros, com boa tração e controle.

P. Freios ABS ajudam?

R. Sim. Freios ABS (freios anti-blocantes) ajudam a evitar acidentes ou minimizá-los. Ao contrário do que alguns pensam, freios ABS não reduzem o espaço de frenagem, eles evitam e perda de controle do veículo. Quando há gelo na pista, qualquer pisada mais forte no freio aciona o ABS, no princípio a impressão é que o carro não vai parar, mas ele pára.

Existe também o chamado ESP ou ESC (controle de estabilidade) que ajudam a controlar o carro em caso de derrapagem. Ele atua em conjunto com o sistema de ABS acionando o freio em apenas algumas rodas quando é detectada a derrapagem lateral, tudo controlado por um sistema computadorizado. Estudos da NHTSA indicam que esse sistema reduz em até 35% o número de acidentes.

P. Como é dirigir na neve?

R. Na cidade, em baixa velocidade, é como dirigir na areia. Ao mesmo tempo que a neve faz o carro deslizar ela também segura o carro, pois os pneus estão constantemente amassando a neve. Na estrada, em alta velocidade, pode ser perigoso, somando-se ao fato de que a visibilidade é bem ruim no momento em que está nevando. Passei por isso uma vez e me mantive a uns 70 km/h.

R. E dirigir no gelo?

R. A pior coisa de dirigir no inverno é o verglass ou black ice. É uma fica camada de gelo que se forma quando chove ou a neve derrete e volta a esfriar, congelando tudo. Quando existe alerta de verglass ou “chuva verglassante” é melhor ficar em casa ou usar transporte público, mas cuidado que você também corre o risco de escorregar e cair.

Para evitar escorregadas, como motorista ou como pedestre, certifique-se que o o caminho por onde você vai passar esteja devidamente limpo com sal.

P. Sal?

R. Existem produtos químicos que fazem o gelo e neve  derreter mesmo em temperaturas negativas, evitando a formação de placas de gelo. Entre esse produtos o mais barato e inofensivo é sal grosso. Inofensivo para os seres vivos, por que é um desastre para os carros que sofrem com a corrosão, é necessário fazer um tratamento antiferrugem no carro regularmente.

P. O que é slush?

R. A neve ou o gelo no asfalto parcialmente derretidos, misturados ao  sal ou outro produto anticongelante, amassado pelas rodas dos carros formam uma meleca gelada chamada de slush. É o primo gelado da lama, deixa a pista escorregadia e o carro todo sujo.

P. Existe alguma manutenção especial para o carro no inverno?

R. Sim. Além do tratamento antiferrugem e da troca dos pneus, é necessário encher o reservatório do líquido para limpar o para-brisas com anticongelante, assim é possível remover o gelo do vidro com o esguicho. A bateria também sofre com o frio, é bom garantir que a bateria e o sistema de arranque estejam em bom estado. Aqui nunca se coloca água no radiador, apenas um líquido especial que não congela mesmo em -40 graus, o óleo pode ser o mesmo o ano todo.

A pá e a escovinha

A pá e a escovinha

P. O que eu devo sempre ter no carro durante o inverno?

R. Basicamente a pá e a escovinha. A pá é para desalotar o carro em caso de uma tempetade de neve, a neve fresca é leve e portanto fácil de cavar, a neve congelada é dura. A escovinha serve para tirar a neve acumulada sobre o carro, no cabo da escova há uma espátula para tirar o gelo dos vidros.

É bom ter também um cabo de caberia, pois é comum a bateria perder a carga no frio, e um kit de emergência contendo velas – de verdade, não é vela de carro – bolsas térmicas e um cobertor. Nós sempre esquecemos de por isso no nosso carro.

P. O que é mais chato ao dirigir no inverno?

R. Dirigir com cuidado na neve ou no gelo pode ser até divertido, principalmente quando você pode confiar na pista e no equipamento. Mas o lado ruim é quando o carro está na rua e fica coberto de neve e gelo. Nesse caso é preciso ligar o motor para aquecer o interior – eu mandei instalar um sistema de partida por controle remoto e não me arrependi – às vezes é preciso tirar a neve dos vidros, raspar o gelo e também cavar a neve em volta do carro. Aliás, cavar a neve é o esporte mais popular daqui, depois do hockey é claro!

Abaixo um vídeo mostrando como um bom pneu para neve passa tranquilamente por até 10cm de neve, e como é retirada a neve excedente após uma tempestade de neve.

9 opiniões sobre “FAQ – Dirigindo na Neve

  1. Muito bom, Sandro. A gente nunca dirigiu na neve e passamos os últimos dias observando e nos perguntando várias das perguntas que você listou aqui.

    Até agora, a pior parte do inverno para mim tem sido o slush (que aliás, não sabia o nome e apelidei carinhosamente de meleca). Já enfiei a bota na meleca algumas vezes, mas até que ela tem aguentado bem!

    O próximo passo é nos prepararmos para o exame do SAAQ, de preferência depois que a temporada de neve tiver acabado… 😉

  2. Boas Sandro,

    Apenas para complementar o completíssimo post com FAQs, a direção sobre a neve espessa se parece mais com dirigir no barro do que sobre areia, pois o carro derrapa/escorrega mais. Bons tempos com o CRV no estacionamento da ULaval depois de uma nevasca, hehe. Sou suspeito para falar de autos, porque sou adorador dos Subarus 4×4… Aqui aparece um saindo sobre 25 cm de neve. Note que não precisa limpar a saída da garagem. E nem é SUV, é uma perua http://www.youtube.com/watch?v=S8oR_EaHaec

  3. Pois é Sandro, mesmo com pneus de inverno, sobre o gelo não é brincadeira. Eu estava com o Honda CRV e pneus Toyo para inverno (metade da vida útil), e fui experimentar uma volta na área congelada do Parque da Planície de Abraão. Resultado: consegui fazer escorregar na curva e bater os pneus no cordão da calçada, isso a 30 Km/h. Esses pneus com pinos são usados também nos ralis sobre o gelo 😉

  4. Só um detalhe: o ABS diminui a distância de frenagem pois eletronicamente vai ao limite do atrito na maior parte das situações. Porém, existem casos onde é melhor sem ABS: neve profunda / areia (rodas travadas acumulam e param o veículo mais depressa). Existem sistemas eletrônicos que já corrigem esse tipo de situação.

Deixe uma resposta para Valter Cancelar resposta

OU COMENTE USANDO O FACEBOOK