Mudança de ares no blog

Imigrantes categoriaTudo na vida tem ciclos ou fases, é assim na carreira, na vida pessoal e também na adaptação após uma mudança. Esse blog acaba de completar seis anos de “vida” e parece ser hora de refletir sobre ciclos que terminam e outros que iniciam.

Este sempre foi um blog sobre imigração para o Canadá e tais blogs geralmente cobrem um desses dois assuntos: o processo de imigração ou a adaptação ao novo país. Há ainda blogs que abordam as duas fases.

No nosso caso, começamos o blog apenas após chegarmos em terras canadenses e abordamos sempre a questão da descoberta, da adaptação e das dicas para os outros “patos” que vinham migrando e voando logo atrás da gente. Mas segundo o instituto Statistiques Canada – o IBGE daqui – nós saímos do grupo “imigrantes muito recentes” e entramos no grupo de “imigrante recentes” – conforme imagem acima. Se até no censo nossa fase mudou, também o blog começa a mostrar sinais da idade.

Sinal dos tempos

Um dias desse, alguém me perguntou detalhes sobre a carteira de motorista no Quebec e notei que muitas das coisas que fiz e escrevi sobre esse assunto não valem mais. Por exemplo: quando cheguei, a carteira brasileira podia ser usada por 3 meses, agora são 6. A tradução necessária para tirar a carteira de motorista no Quebec foi feita no consulado brasileiro, parece que agora não é mais aceita, ou é… não sei! Não sei, EU NÃO SEI NADA!

Ou seja, percebi que alguns posts ficaram defasados e isso era um sinal de que um ciclo estava acabando. Mudanças nas regras de imigração, nas taxas cambiais e nos processos de documentação deixaram boa parte dos posts desatualizados. Seria impossível ficar atualizando os posts antigos a cada vez que as regras mudam ou que o dólar sobe. Felizmente, alguns posts ainda são válidos pois são baseado em assuntos que não mudam todo dia, então nem tudo caducou no blog.

Por esses e outros motivos, sentimos que 2015 vai ser um ano de mudanças e para não errar a mão no blog, tivemos que repensar um pouco as motivações tanto de quem escreve como de quem lê o que é escrito aqui.

Quem lê blogs?

Um blog é escrito para ser lido e podemos dividir a audiência da seguinte forma:

  • Amigos e familiares
  • Pessoas que estão passando pela mesma experiência
  • O próprio autor do post, para reler anos depois (como se fosse um diário)
  • Fãs (para blogs de celebridades e pseudo-celebridades)
  • Internautas aleatórios pesquisando algo no Google

Eu imagino esse blog como um diário, onde eu registro coisas que eu gosto ou que eu penso e que ao mesmo tempo possam auxiliar aqueles que estão vindo mais tarde. As visitas de familiares, de amigos e de internautas aleatórios é um bônus, mas o alvo primário sou eu mesmo, mais ou menos como o capitão Kirk registrando o diário de bordo da Enterprise, sempre com a esperança de que as pessoas que estão seguindo os mesmos passos possam aprender com nossos erros e acertos.

Muitos dos assuntos tratados aqui, como comparações entre Brasil e Canadá, são importantes no começo. Esse tipo de post funciona como uma “auto-afirmação do imigrante”. Ou seja, já que eu larguei tudo para me meter em outro país e não sei se vou quebrar a cara, então vou falar sobre assuntos que mostram que essa mudança pode sim valer a pena. Tenho que confessar que isso realmente acontece e esse tipo de assunto desperta o interesse de outros imigrantes, no sentido de confirmar as suas escolhas. Publicações exaltando a segurança ou o transporte público, servem sim para se convencer que a mudança valeu a pena. Mas essa fase também passou nós, pois é natural que após 6 anos a gente se acostume e pare de olhar para um passado que começa a ficar distante.

Quem segue esse blog?

É difícil traçar um perfil de quem está lendo esse texto mas temos alguns números para ajudar a medir a audiência.

Inscritos no Facebook pouco mais de 200
Inscritos no Youtube pouco mais de 120
(público diferente do “face”)
Visualizações nos primeiros dias após postagem
(indicação do número de “seguidores”)
por volta de 100 em 48 horas
por volta de 250 na primeira semana
Post mais lido
(indicação de alcance geral de um post)
mais de 8000 views
(post enxoval de inverno)

Esses números não são muito altos comparados a outros blogs ou canais, mas é um público alvo suficientemente grande para ser respeitado. O número mais importante é a média de visitas nos primeiros dias após uma publicação, isso indica quantos usuários realmente “seguem” o blog e que tem curiosidade de ler o post assim que ele é publicado. Com o tempo o número de views aumenta por conta de pesquisas no Google e referências de outros sites, mais essa audiência é menos importante.

Por algum motivo que eu desconheço o número de pessoas acompanhando o blog cresceu desde o início, mas o número de comentários que eu recebo diminuiu. Mesmo assim o feedback no blog e no Facebook é suficiente para concluir que os principais leitores do blog são pessoas que estão imigrando ou querem imigrar para o Canadá.

Mudanças

É em respeito a essas pessoas que estou publicando algumas decisões em relações ao blog:

  1.  Não, não vou encerrar o blog!

É meu hobby e como expliquei acima, meu diário de bordo.

  1. Vou definitivamente parar de escrever sobre o processo de imigração – ohhhh….

A questão aqui é muito simples: o meu processo de imigração ficou distante no passado. Tentar ficar atualizado com as mais recentes regras de um processo que muda o tempo todo custa muito tempo em pesquisa e não faz sentido do ponto de vista pessoal. Como dizemos “nós” canadenses: sorry.

  1. Vou diminuir ou parar de fazer posts que demandem muita pesquisa e comparativos entre o Canadá e o Brasil.

Esses posts caem na categoria da auto-afirmação do imigrante e à cada ano a mais que estamos no Canadá esse tipo de comparação se torna trabalhosa de fazer e desconectada da nossa realidade.

  1. Vou revisar todos os posts antigos e colocar um aviso de que o post é velho e as informações podem estar desatualizadas.

Em respeito ao internauta aleatório que pode cair numa página do blog e se confundir com uma informação incorreta e ultrapassada.

  1. Vou postar mais posts simples e corriqueiros sobre nossa vida aqui no Canadá.

Dentro do conceito diário de bordo, vou postar mais sobre o nosso dia a dia como brasileiros que viraram canadenses, a medida em que as coisas acontecerem.

O que isso significa é que os posts ficarão mais simples e assuntos mais corriqueiros e cotidianos, simplesmente por que esse é o nosso ciclo atual como brasileiros no Canadá. Poderia dizer que em vez de falar sobre imigração, vamos falar como é a vida pós imigração, na segunda fase de adaptação – que vai de 5 a 10 anos.

Alguns desses posts podem ser fotos, vídeos curtos ou update de status, que serão publicados nas redes sociais apenas, portanto sugiro seguir a nossa página no Facebook.

Se você tem algum assunto específico, dentro da linha descrita cima, que você gostaria que fosse abordado no blog ou em vídeo, escreva nos comentários aqui no blog ou no Facebook, ou mesmo no canal do YouTube.

5 opiniões sobre “Mudança de ares no blog

  1. o/
    Eu sou um dos seguidores do blog há váaarios anos.

    Uma perguntinha: A série “Dirigindo em Montréal” continua?

  2. Parabéns pelo primoroso trabalho realizado até aqui. Sou fã declarada.
    Boa sorte neste novo ciclo!

    Se me permite o pitaco, gostaria de saber a visão atual de vocês sobre a Província de Québec, principalmente na onda Couillard.

    Mais uma vez, Parabéns!

    Abraços,
    Nilian

  3. Oi Nilian,

    Não tenho ainda opinião suficientemente formada para escrever um post sobre isso. Numa frase, diria que ele está fazendo ajustes necessários em tempo de crise, mas talvez esteja errando a mão em certas ações. O governo anterior do PL e o do PQ era mais gastão mas não se via resultados muito diferentes… quem sabe rola um posto sobre isso logo.

  4. Tb sou fa do blog mas infelizmente ja nao tenho tempo de ler tudo como tinha antes. De qq forma, sempre que posso dou uma olhada. Os posts sao show em todos os aspectos.
    “keep up the good work”! 😉

Deixe uma resposta para Carlos Cancelar resposta

OU COMENTE USANDO O FACEBOOK