Dez invernos no Canadá – como sobrevivemos

photo by maxpixel.net

Ah, o inverno… Tantos sonham com as ruas branquinhas cobertas de neve e com os flocos caindo naquele cenário de filme natalino. Não posso negar que o inverno é belo, principalmente quando caem os primeiros flocos. Mas existe um lado sombrio do inverno e nós tivemos que aprender a lidar com ele.

Constantemente eu vejo pessoas nas redes sociais invejando o frio “gostoso” daqui, mesmo quando a temperatura beira os 20 negativos. Eu só posso entender que as pessoas não entendem o que é o frio intenso, suas implicações à rotina, a saúde e mesmo a segurança.

Eu sou uma pessoa que gosta do frio, quando ele não é extremo. O fato de que todas as casas, escritórios, lojas e mesmo os ônibus sejam aquecidos nos dá um conforto maior para enfrentar o inverno. Mas quando a temperatura cai abaixo dos 10 graus negativo, com a sensação térmica abaixo dos 20 graus negativos, o frio e a neve perdem seu glamour e a graça.

Outro evento que estraga totalmente aquela visão romântica do inverno é o gelo e o slush. Quando a neve começa a derreter e volta a congelar e fica bagunçado e perigoso. Tenho alguns amigos sofrendo nesse momento por causa de quedas no gelo, com direito a rompimento de ligamento e tudo.

Nossa adaptação ao inverno

Nosso segredo foi aceitar o inverno, deixá-lo fazer parte da nossa vida para que fosse possível não só enfrentar mas também curtir a estação mais fria do ano. Cuidados especiais com o carro, a casa e as roupas são essenciais para se proteger dos perigos do frio.

Não ficar encabané – como dizem os quebequenses – ou seja, não ficar trancado dentro de casa é outro segredo para não sofrer e ficar deprimido. Caminhar na neve, se expor ao frio e a pouca luz solar ou praticar esportes de inverno são outras boas dicas. Sobre esse assunto recomendo posts sobre patinação em geral, sobre quando fomos patinar no bosque e fazer raquete na neve.

O que mudou em 10 anos

Mesmo depois de 10 anos, ainda achamos o inverno longo e duro. Mesmo quem nasceu e viveu a vida toda aqui pensa assim, quando chega o mês de março nem os canadenses querem saber do inverno. Então acho que estamos bem aclimatados, com o perdão do trocadilho.

A verdade é que é difícil me imaginar como um idoso enfrentado a neve e o frio do Canadá. Se algum dia sairmos daqui o inverno será provavelmente o culpado. Mas por enquanto estamos bem, curtindo sempre que possível e torcendo para a primavera chegar logo.

Clique para ler todos os posts de 10 anos

2 opiniões sobre “Dez invernos no Canadá – como sobrevivemos

  1. Chegamos aqui em Montreal com toda força do inverno em dezembro. Os locais me perguntam como estou sobrevivendo ao inverno, principalmente por saberem que sou brasileiro. Se eles soubessem que em Curitiba se passa mais frio do que aqui. Toda estrutura de aquecimento e vestuário ajudam muito a enfrentar a estação. Ao mesmo tempo os imigrantes me dizem que é mais fácil enfrentar o primeiro inverno que os outros. De qualquer forma faltam só dois meses para acabar, certo?

Deixe uma resposta para Kleber Cancelar resposta

OU COMENTE USANDO O FACEBOOK