Guia de imigração para o Canadá

Escrever uma página explicando o processo de imigração passo a passo pode não ser uma boa ideia. Primeiro, porque o processo está sempre mudando e constantes alterações seriam necessárias. Em segundo lugar, existe o perigo da informação incompleta ou incorreta. Existem vários site não-oficiais sobre imigração para o Canadá e as vezes as informações são desatualizadas ou mesmo incorretas.

Não há fonte melhor do que a oficial

Então, em vez de um guia eu colocarei aqui links importantes para quem quer entender o processo. Todos os links são para os sites oficiais do governo do Canadá ou da província do Quebec.

Os links estão organizados segundo os dois processos mais populares para trabalhadores qualificados: Quebec e Federal. As página estão em francês mas sempre existe um link para trocar a língua. Se algum link não estiver mais funcionando por favor deixe um comentário.

Processo do Quebec para trabalhadores qualificados

O processo do Quebec ocorre em duas fases: seleção e admissão. A seleção é feita pela província segundo um sistema de pontos e, geralmente, o candidato terá que passar por uma entrevista de seleção. O candidato selecionado receberá um CSQ – Certificado de Seleção do Quebec.

Após obter o CSQ o candidato passa pela fase de admissão junto governo federal do Canadá. A admissão é quase certa e só é rejeitada em raríssimos casos. Nessa fase é preciso apresentar certificados de antecedentes e exames médicos.

Principais links

 

Site principal do processo

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/immigrer-installer/travailleurs-permanents/index.html

Avaliação online do seu perfil

É uma boa ideia fazer a avaliação online, mas também é recomendado calcular sua pontuação de acordo com os planilha de pontos apresentada um pouco mais abaixo.

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/immigrer-installer/travailleurs-permanents/epi.html

Planilha de pontos (francês apenas)

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/publications/fr/divers/Grille-synthese.pdf

Guia completo com as regras da imigração (francês apenas)

http://www.micc.gouv.qc.ca/publications/fr/gpi-npi/composantes_3/gpi-3-1.pdf

Lista de profissões em demanda no Quebec

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/immigrer-installer/travailleurs-permanents/demande-immigration-general/conditions-requises/domaines-formation.html

Limite de aplicações

A província do Quebec limitou o número de aplicações para 2014 em apenas 6500. Para acompanhar a status dessa quota abra o link abaixo.

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/informations/regles-procedures.html

Processo federal para trabalhadores qualificados

O governo federal mudou em 2015 o sistema de seleção de trabalhadores qualificados. Agora os candidatos aplicam gratuitamente online, são rankeados de acordo com os pontos do seu perfil e os primeiros do ranking serão chamados regularmente.

O processo do Quebec ou o federal resultam no mesmo status: residente permanente do Canadá. E é importante que não se confunda o processo federal com a etapa federal (admissão) do processo do Quebec.

Site principal do processo federal

http://www.cic.gc.ca/francais/immigrer/qualifie/index.asp

Critérios de seleção

http://www.cic.gc.ca/francais/immigrer/qualifie/demande-qui-express.asp

Planilha de pontuação

http://www.cic.gc.ca/francais/entree-express/grille-scg.asp

Perguntas frequentes

http://www.cic.gc.ca/francais/ministere/media/avis/2014-12-01.asp

Explicação sobre o processo

Outros processos

Existem outros processos para obter a residência permanente, visto para investidores, para quem já estudou ou trabalhou no Canadá e outros. Você pode pesquisar sobre esses processos nos meus sites indicados acima, apenas volte ao menu principal e veja os tipos de processo existentes.

Há também outros processos provinciais fora o do Quebec. Não conheço muito sobre esses processos, mas o Google sabe o Thiagão forneceu uma lista de links – web 2.0 é isso – vejam o comentário abaixo.

35 opiniões sobre “Guia de imigração para o Canadá

  1. Sandro, bom dia vou descrever abaixo minha situação atual em relação a imigração para o Quebec:
    Meu nome é Marco Aurélio(Engenheiro Mecânico) sou casado(esposa enfermeira) e tenho uma filha de 2 anos enviamos nosso processo no mês de Maio e já recebemos o e-mail de recebimento e a taxa de abertura enviamos inicialmente sem os testes de francês e inglês, pelas contagens temos 63 pontos. Devido o nível de francês ser iniciante e não termos o inglês achamos melhor enviar e ir estudando para ir ao longo do processo melhorando mais tive uma ideia de ir com minha esposa para Quebec e fazer um curso de francês durante 6 meses o que você acha e caso tenha alguma informação sobre escolas e onde ficar serei muito grato, acho que com essa ideia voltaríamos com um nível pelo menos de B2 e poderíamos enviar os testes e conhecer mais a província onde pretendemos morar, obrigado.

  2. Olá Sandro tudo bem?
    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo site que é muito bacana.
    Gostaria também de uma orientação acerca de qual processo é o mais favorável a minha situação . Veja bem. Eu e minha noiva temos a intenção de viver no Canada. Tenho 24 anos sou formado em Relações Internacionais, ela é formada em administração tem 25 anos e também temos um filho de 5 anos, falo inglês fluentemente e minha noiva nível intermediário. Não temos preferencia de cidade ou região, porém gostaríamos de mudar o mais rápido possível.

    Obrigado

    • Artur,

      Obrigado pela visita. Infelizmente as regras mudaram muito, e continuam mudando e não tenho mais contato com os detalhes do professo: profissões em demanda, planilha de pontuações etc. Por isso eu passo os links oficiais para você consultar o seu perfil em relação ao processo do Canadá, da província do Quebec, ou de outras províncias.

      Se você quer saber como seria a adaptação de vocês, posso dar palpite. Inglês fluente é um excelente começo, como os dois são de área de gestão, no começo pode ser necessário começar por baixo (mas na suas áreas). Nessa hora a língua faz toda a diferença.

      Quanto a região, o Quebec só é indicado se vocês quiser aprender também o francês. Em Montreal é preciso se virar bem tanto no inglês quanto no francês para ter boas chances no mercado de trabalho. Ontário seria uma boa opção, mas não descarte: Alberta, Nova Scotia, B.C., Manitoba, etc…

      Quanto a mudar o mais rápido possível, auto lá! Meu processo durou quase 2 anos, no tempo que era rápido, hoje o processo do Quebec está em até 3 anos, e o Express Entry é novo e ninguém sabe como vai ser. Então você tem que ter paciência, e investir no seu sonho. Não tem caminho rápido e não dá pra vir sem o visto de trabalho ou residente permanente, o mercado do Canadá só contrata imigrantes legais! Não existe aqui o mercado do imigrante ilegal como nos EUA!!!

      Minha sugestão: estude esse novo Express Entry, pode ser a melhor saída pra vocês.

      Abraço,

  3. Boa Noite Sandro, parabéns pelo excelente blog. Tenho muito interesse em migrar para o Canadá (processo de Quebec) e gostaria que você me desse algumas orientações sobre minhas chances de ser aprovado no processo. Por favor, se possível, entre em contato comigo por e-mail! Obrigado e abraço!

  4. Sandro, sensacional o blog, parabéns ! Uma pergunta sobre o processo de Express Entry. Após a emissão do visto de residência permanente, qual o tempo máximo que o selecionado possui para embarcar para o Canadá ?

    • O melhor é procurar no site do CIC. Quando fiz meu processo do Quebec, o visto era válido por um ano a partir dos exames médicos. Você tem que fazer o landing antes desse prazo.

  5. Boa Tarde Sandro, tenho pesquisado a algum tempo para a imigração e esse seu site foi de total valia nas minhas análises. Tenho 28 anos, atualmente sou solteiro, tenho uma filha de outro casamento,sou formado em administração e não falo fluente frances nem inglês (básico do francês). Minha noiva está iniciando o curso técnico na área de gestão comercial e também não tem as línguas fluentes. Estamos com intenção de nos aperfeiçoar para tentar entrar com o processo em 3 ou 4 anos, após o término do curso dela e também cursos sobre de francês/inglês. Você acha válido ambos fazerem a mesma lingua ou cada um buscar aperfeiçoamento em uma (eu francês, ela inglês por exemplo). Obs: pretendemos Quebec.

    Mais uma vez parabéns pelo site.

    • Oi Felipe,

      Para morar no Quebec você precisa do francês. Não fuja disso. E para uma boa empregabilidade é bom saber também inglês, de forma secundária. Ou seja, os dois devem estudar francês, sem deixar de estudar um pouco do inglês….

  6. Bom Dia Sandro, parabéns pelo blog. Gostaria de saber a respeito do novo processo de equivalência de diploma da ordem de fisioterapia. Meu marido se formou a 9 anos e trabalha na área desde então. Li muito sobre o assunto e vi que algumas coisas mudaram nesse processo.
    Enfim, gostaria de uma orientação, podemos começar a separar as documentações para enviar, já que leva em torno de 2 anos para conseguir essa equivalência?
    Queremos entrar com o processo de imigração metade do ano que vem.

    Muito obrigada!

    • Suelen, tenho amigos brasileiros que fizeram esse processo a pouco tempo. Não sei detalhes, mas o processo envolve matérias complementares e residencia/estágio. A melhor coisa a fazer é contactar a ordem pelo site.

      Como tenho recebido muitos comentários sobre isso, vou tentar fazer um post com testemunho de fisioterapeutas que passaram pelo processo.

  7. Boa tarde Sandro! Primeiro, parabéns pelo blog, com certeza você está ajudando muita gente através dele. Gostaria de expor a nossa situação (minha e da minha esposa): me formei final do ano passado (arquiteto – 2 anos de experiência na área) e ela (professora) já é formada a mais tempo, com pós-graduação… ambos com 30 anos, nível intermediário de inglês … nossa intenção seria partir para o Canadá em 2018… nesse meio tempo aperfeiçoaríamos nosso inglês.. e juntaríamos os recursos necessários… a maior dúvida é: o que é mais indicado? tentarmos validar os diplomas? fazer um College? tentar conseguir um convite de alguma empresa de lá? dar entrada já no processo ou aguardar que fiquemos mais fluentes? ficaríamos muito contentes com a sua opinião. Um abraço

  8. Sandro, bom dia! 🙂 Feliz ano novo!

    Estou lendo seu blog há alguns dias. Me encantei pela idéia de ir morar no Canadá há pouco tempo, então decidi testar. Para começar, nos próximos dois anos farei 4 viagens para lá em épocas de calor e frio para conhecer as cidades Vancouver e Toronto com meu marido (sim, somos gays). Não temos o objetivo de aprender Francês, então já riscamos Montreal e todas as províncias de Quebec da lista de possibilidades.

    Eu e ele falamos inglês intermediário/avançado. Estamos estudando com um professor particular para termos fluência e faremos o Toefl aqui em Brasília, mesmo.

    Sou formado em TI e trabalho na área há 5 anos. Tenho 3 certificações.
    Ele é advogado, pós-graduado e trabalha há 6 anos com escritório próprio.

    Agora as perguntas:
    – Vale à pena o Toefl no Brasil ou é melhor irmos pro Canadá e começarmos um curso de inglês de 6 meses lá para termos fluência?
    – Como nos manteríamos lá por 6 meses? Sou concursado e pretendo tirar 1 ano de licença não remunerada aqui para essa viagem.
    – Será que se eu tirar o Toefl aqui, consigo um emprego lá só de visitar as cidades e fazer bons contatos, considerando minha experiência com TI, o tempo de trabalho, meu “resume” e minhas certificações?
    – Um advogado lá não é ninguém, certo? Ele teria de recomeçar a vida em outra ou na mesma área (tudo do início), não é mesmo?
    – Algum conselho para dois corajosos sem esperanças para o Brasil e com vontade de morar no Canadá? 🙂

    Um abraço!

    • Olá Leo,

      Realmente a sua situação como profissional de TI é excelente, se você tiver um bom nível de inglês e experiência com as ferramentas de TI em demanda, o emprego é uma questão de tempo, após você conseguir seu status de Residente Permanente ou um work permit.

      Eu acho que não vale a pena “aprender” inglês no Canadá mas apenas “aperfeiçoar” o inglês aqui. Para começar o aprendizado do inglês até atingir um nível intermediário, o professor particular é sempre o melhor custo-benefício. Apenas depois de ser capaz de ter um nível básico de conversação, a ideia de uma imersão no exterior passa a ser uma excelente ideia.

      Viver 6 meses no Canadá, sem visto de trabalho, apenas para estudar língua, siginifca ter muito dinheiro para gastar. Se você tem venha ficar seis meses. Se você não tem esse dinheiro, programe-se para um período de 1 ou 2 meses apenas.

      Para trabalhar no Canadá é preciso um work permit ou o status de residente permanente. Muitas empresas não vão nem querer te entrevistar se você não tiver permissão legal para trabalhar. Não é possível ter um work permit, apenas estudando línguas por 6 meses ou menos. Se você já estiver no Express Entry e seu perfil profissional for muito bom, você pode conseguir uma oferta de emprego/LMIA. Que praticamente garante sua aprovação para o visto de PR.

      Realmente um advogado brasileiro no Canadá vai ter que recomeçar do zero. É possível fazer cursos em college, ou mesmo em universidade para se capacitar para mercado onde a experiência como advogado pode ajudar a construir uma nova carreira. Outra opção é refazer a faculdade de direito aqui.

      Meu conselho é: tenham paciência de fazer o processo corretamente passo a passo. Vejam o que funciona melhor para vocês: o Express Entry, indicação provincial ou  estudo + Canadian Experiencie Class. E se apliquem para seguir o processo corretamente. O Canadá é diferente dos EUA e não existem muitos atalhos ou jeitinhos. Mas os programas oficiais de imigração funcionam bem para aqueles que se preparam. Pensem no longo prazo e boa sorte.

  9. Olá Sandro!

    Venho estudando a possibilidade de morar no Quebec há algum tempo. A situação é a seguinte:

    Meu esposo tem um filho de 15 anos nascido na cidade de Quebec. Descobrimos sua existência há 3 anos. O garoto nunca veio ao Brasil. Eu e meu esposo temos dois filhos, um menino de 2 anos e 7 meses e uma menina de 1 ano e 3 meses. Queremos mudar para Quebec para dar uma boa educação aos nossos filhos bem como nos aproximar do filho dele.

    Sou advogada, mas sei que para a imigração e emprego o curso de direito não significa nada.
    Estou procurando algo para investir, alguma formação. tenho visto que a área de tI é uma das que mais está em demanda. Estou disposta a fazer qualquer curso que me dê uma chance de imigração e um bom emprego. Sei que será demorado, mas estamos nos programando.

    Qual dica você pode me dar? Que curso especificamente, na área de tI, terei chances de uma imigração e um emprego com um bom salário?

    Me interessei muito por Jogos Digitais, é algo na informática que me identifico bastante. Um curso de tecnólogo nesta área me da pontuação para a imigração?

    Detalhe: meu esposo é formado em odontologia, o que tb não soma pontos. Mas ele é empresário aqui no Brasil e provavelmente não fará parte do processo de imigração. Somente eu e as crianças. Meu esposo continuará com as empresas aqui. Somente irá passar 2 meses comigo, 1 mês aqui no Brasil…

    Você pode me ajudar indicando algum curso que seria bom eu investir?

    Desde já, muito obrigada!

    • Olá Cláudia,

      A questão sobre o curso é complicada, isso porque não é o curso de TI que está em demanda, mas sim a experiência profissional. Se você fizer um curso para mudar de área e ainda fazer alguns anos de experiência, nisso 10 anos já se passaram. Uma alternativa é você fazer o curso aqui no Canadá, o que certamente custa bem caro, mas te dá um status de residente temporário e depois de formada o de residente permanente. Façam as contas dos pontos, pode ser que vocês consigam, com um nível alto de francês, imigrar com o perfil atual, ou quem sabe com um algo extra, como um mestrado por exemplo.

      • Bom dia!

        Acabei de escrever novamente para você, pois não havia encontrado este que escrevi há um tempinho, então me desculpe a repetição.

        Bom, penso em um plano de longo prazo mesmo, pois fazer um curso aí é realmente muito caro para mim, lembrando que ainda terei que levar duas crianças. Um curso de tecnólogo aqui dura em média 2 anos, e talvez eu possa começar um estágio logo no início, uma vez que tenho muitos amigos na área.

        De fato, se quero mudar para aí, tenho que começar de algum lugar, mesmo que demore uns 5 anos. rs

        A questão da pontuação é complicada para mim, pois tanto o curso de direito e odontologia daqui valem 0.

        Outra questão, o residente temporário tem algum benefício quanto a educação escolar dos filhos? Ou eu teria que desembolsar tudo? Poderei trabalhar? Ou só teria estágio não remunerado?

        Como disse no post anterior, me interessei bastante pelo curso de Jogos Digitais, e sei que a segunda maior empresa mundial fica em Montreal. Sabe de algo sobre isso que possa me ajudar? Este curso é válido para o processo de imigração?

        Vejo sempre o pessoal falando em área de TI, mas nunca sei especificamente em QUAL curso se tem mais demanda da experiência, a área de TI é grande. Não sei se o pessoal usa o termo para a área de Tecnologia da Informação em geral (o que inclui esses cursos que citei acima) ou se é apenas o curso de “gestão da tecnologia da informação” mesmo. Pode me tirar esta dúvida?

        Quanto ao outro post, que fiz ainda hoje, gostaria de saber sobre as condições econômicas. Como média de remuneração, custo de vida. Para saber se o salário (sei que depende muito de cada caso) poderia sustentar eu e as crianças; moradia, alimentação, escola, transporte…

        Obrigada, novamente!

  10. Sandro, parabéns pelo site.
    Estou iniciando minha caminha no processo e tenho algumas dúvidas, poderia me ajudar ?

    Tenho 38 anos sou formado em Técnico Mecânico pelo SENAI, em Tecnologia na FATEC-SP e possuo duas pós graduações Lato-Sensu (MBA), como devo pontuar a formação se não acho campo de correlação de MBA no site do governo ?

    Tenho Inglês e Francês (estudei 4 anos na Aliança), mas não fiz o TEF nem o IELTS. Quero ir para Quebec, posso fazer apenas o TEF ? Preciso fazer o IELTS ?

    Minha esposa é Psicologa com pós graduação também em Latu-Sensu e não tem nada de Inglês e Francês, ela pode ir sem essa pontuação ?

    Eu posso fazer o processo, conseguir o visto permanente ir sozinho e ficar uns 3 meses e depois voltar para pegar ela e nosso dois filhos (2 e 5 anos) ?

    Muito Obrigado !
    KF

    • Olá Kleber,

      Vc precisa simular seus pontos. O IELTS vale poucos pontos mas podem ser preciosos. Veja se vc consegue a pontuação sem os testes. Lembre-se que os seus MBAs podem não valer, depende da carga horária. Já para o mercado de trabalho a experiencia é o que mais conta.

      Se vc for o principal pode vir sozinho mas sua esposa e filhos devem vir antes do visto vencer.

      Boa sorte.

  11. Sandro, obrigado pelas informações.

    Outra dúvida, é melhor aplicar para o Federal ou para Quebec ?
    Vejo que o Federal via Express Entry posso adentrar com emprego e no Quebec já é mais difícil.
    Outra ponto é se aplicar para o Federal vou pagar X de taxas e no Quebec será Y + X do Federal, ou seja, o Federal é mais barato o processo ?
    Obrigado,
    Kleber

    • Kleber, não entendi o que você quis dizer com “adentrar com emprego…” . Ambos os processos privilegiam quem tem uma oferta válida de emprego. Isso não é algo fácil de conseguir nem no Quebec nem fora dele.

      Em segundo lugar sim, o processo do Quebec envolve duas fases, ambas com taxas, nunca fiz as contas mas creio que o processo do Quebec é sim mais caro.

  12. Bom dia, Sandro!!

    Primeiramente, parabéns pelo site!!! Vejo muita dedicação e disposição de sua parte!!

    Bom, eu e minha família pretendemos fazer a imigração para Quebec, Ville de Quebec ou Montreal mais especificamente.

    Sou advogada, meu esposo é empresário formado em odontologia e temos dois filhos (um menino de 2 anos e 9 meses e uma menina de 1 ano e 5 meses).

    Como vc pode ver, nenhuma de nossas formações somam pontos para o processo de imigração. Ainda, meu esposo não irá trabalhar no Quebec, apenas irá ficar comigo por 2 meses e passar 1 mês aqui no Brasil, administrando as empresas (essa é a ideia).

    No momento, enquanto não sabemos como proceder estou estudando para concursos aqui no Brasil. No entanto, se estivermos certos de um plano para realizar essa mudança, eu farei outro curso.

    Pelas minhas pesquisas, a área de TI é a que mais tem demanda de emprego. Gostaria que vc me ajudasse a escolher um curso para fazer aqui mesmo no Brasil e assim ter uma probabilidade maior de conseguir um emprego. Tenho uma colega que trabalha no “Cartório Mais Toronto” e ela pode me ajudar enviando meu currículo, nada mais que isso. Não tenho condições de fazer um curso aí, pela condição financeira mesmo. Se fosse somente eu, tudo bem. Mas terei que levar as crianças comigo e daí tem a questão de escola e tudo mais.

    Meu esposo tem um filho nascido em Ville de Quebec, descobrimos isso há 3 anos. O garoto faz 15 anos este ano, e nunca saiu de Quebec. Gostaria de saber tb se o fato do meu esposo ter um filho cidadão natural do Quebec ajuda em alguma coisa.

    Enfim, preciso de um plano para seguir com esta ideia. Você pode me ajudar?

    Resumindo, preciso saber:

    – Em qual curso investir aqui mesmo no Brasil;
    – Média salarial referente a possível profissão escolhida;
    – Custo de vida (moradia incluindo água e energia, alimentação, transporte, serviços de internet telefone e televisão)

    Pois tenho que analisar se meu salário seria capaz de sustentar eu e as crianças. Meu esposo poderá ajudar um pouco, mas sabemos que o que ele ganha em real aqui é 4 vezes menor aí. Triste realidade!

    Desculpe tantas perguntas, mas ainda estou “perdida”. Não sei nem mesmo se meu esposo entrará no processo de imigração ou apenas eu, pois não sei se ele terá de ficar um tempo mínimo sem sair de Quebec após a possível aceitação da imigração.

    Desde já, muito obrigada!!
    Tenha um ótimo dia!!

    • Respondendo suas três perguntas:

      – que curso fazer de TI – aquele que combina com os seus talentos. Dê uma olhada nas matérias do curso, se você acha que gostaria de estudar aquilo vá em frente. O mercado de TI aqui é muito amplo, Mas como disse anteriormente a experiência é essencial.
      – salario. Novamente varia de acordo a experiência, tome como base uma variação de 40 a 80 mil dólares canadenses por ano. Por que um faixa tão grande? Por que varia enormemente de acordo com a sua experiência e capacidade de comunicação.
      – preciso fazer um post sobre custo de vida, mas eu diria que uma família vive bem com 60 mil por anos ou mais. Como referência o salário médio no Canadá é de 42 mil anuais.

  13. Boa tarde Sandro,
    Meu esposo não tem nada de inglês, está fazendo faculdade de TI (tecnólogo de 2 anos e meio) e trabalha na area de TI como analista pleno, a empresa dele é uma multinacional que tem filial em diversas provincias do Canadá e ele tentaria mandar currículo para essas filiais (por ser a mesma empresa pensamos que seria uma boa chance de eles aceitarem) e ele estudaria o inglês para fazer o ielts. Já eu tenho um nível intermediário bom de inglês e Bacharelado em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda mas não sei a perspectiva de emprego lá. O que seria melhor, fazer o express entry no meu nome ou no dele? Qual a forma de somar mais pontos?

    Outra pergunta é: O primo dele é formado em direito, tem inglês avançado e não sabe em que começar lá, nos ajude com alguma dica. A esposa dele é formada em Comunicação Social também e tem inglês intermediário. Eles fariam em nome de quem o express? Há mais chance de somar ponto em que caso?

    • A melhor forma de saber o que dá mais pontos é simular a pontuação nos dois casos (assumindo que ele tenha terminado o curso dele). Mas como vc tem mais inglês desconfio que seu perfil pontue mais. Já na hora de conseguir emprego, o perfil dele é bem melhor. Mas esqueça vir para o Canadá sem saber nada de inglês, tem que ser ao menos intermediário. Se esse é o sonho de vocês entrem de cabeça num curso intensivo da língua.

      Para o seu primo, a dica é mesma, simule os dois casos. Geralmente quando os dois tem curso superior é o inglês que faz a diferença. Para o mercado de trabalho, direito é meio complicado, ele pode voltar a estudar aqui, ou investir em outras áreas.

      Boa sorte para vocês.

  14. Sandro, em primeiro lugar parabéns pela paciência e atenção a todos aqui
    vamos lá , não temos muitas posses aqui no brasil , mas vivemos muito bem e estamos querendo partir apenas por uma melhor qualidade de vida . temos duas filhas recém nascidas , minha esposa é brasileira , mas tem cidadania francesa . fala fluente o francês e intermediário no inglês é mestrada e doutorada em química . eu sou intermediário nas duas línguas. seria a melhor opção ela fazer um pós doutorado em quebec (acho q seria mais fácil arrumar um emprego na área ) se ela for p estudar consigo trabalhar? tenho condições de nos manter por um ano , segundo o valor q vc falou do salario médio anual , no caso até entrando com esse valor em um banco ai . tenho a ideia de montar um pequeno negocio depois q avaliar o mercado.com tudo isso que te passei ajuda em alguma coisa ?

    • Se sua esposa é química e fala francês fluentemente, ela deve não só pontuar bem no processo do Quebec mas também ter boa empregabilidade. Veja as vagas para químicos em sites de emprego no quebec, como Jobboom, por exemplo.

      Ela pode vir estudar aqui, mas ela já tem doutorado, vale mesmo a pena voltar para a sala de aula?

      Quanto a qualidade de vida e seu plano de empreendedorismo, lembre-se que no começo você podem ter que dar alguns ou vários passos atrás. Mas no longo prazo, e pensando nas suas filhas, vale a pena.

      Boa sorte.

  15. sim ela já tem , estudar seria só uma porta p entrar em quebec, claro q seria melhor só a lincenca p trabalhar mas acredito q seja difícil arrumar um emprego mesmo q graduado não estando por ai?
    existe a possibilidade de tentar uma aplicação sem ser de estudante , direto p o e trabalho, e da parte do empreendedorismo estou ciente q é um processo longo de pesquisa e adaptação no pais . obrigado

    • Te vcs tiverem paciencia, o CSQ é quase certo com esse perfil. Se estiverem com pressa, a solução de estudo é boa. Você pode vir como estudante o que daria a ela um visto de trabalho aberto.

      Conseguir um empregador para patrocinar um visto de trabalho temporário é raro, mas possível.

  16. Oi Sandro,

    Deixa eu ver se entendi, o Express Entry não serve para quem irá fazer o processo pelo QUEBEC?
    Então eu teria que dar entrada para conseguir o CSQ de QUEBEC e depois pediria o visto federal normal? É isso mesmo???

    • O processo do Quebec é como antes, CSQ emitido pela província e depois a fase federal, que é apenas burocrática. O Express Entry é realmente para quem quer se instalar fora do Quebec.

Deixe uma resposta

OU COMENTE USANDO O FACEBOOK